sexta-feira, março 31, 2006

aos meu amores...

peço desculpa por não vos amar,
ou talvez por vos amar demais.
pela saudade
que não tenho
e pela luxúria dos meus pensamentos e actos.

esses que são meus agora
e que fazem de vós bonecos
de carne e osso.
vítimas das mais vis agressões
e cruéis torturas.

Sim, é verdade,
sorrio muitas vezes
perante o sangue e as nódoas negras.
Os ais pouco ou nada me comovem
e no entanto...

amo-vos.

5 comentários:

free emotions disse...

o amor tem muitas dimensões , espero que descubras uma que te faça sorrir, que não te deixe mágoas.
Uma sugestão visita este blog.
http://www.amemse.blogspot.com/
bjos

Anónimo disse...

huum.. espero k os seus amores sejam os seus alunos.. nos.. eu.. e sim, é bem verdade k nos torturas.. por vezes causas nos dor fisica.. mas a pior é mm a psicologica k consegues destruir nos.. nao é a tua intencao..(ja trato por tu).. a tua intencao é fazer nos fortes..(perfiro eu acreditar assim) e consegues.. acredita k konsegues. ja chorei mt á tua frent e so agradeco. tas nakele grupo de pessoas k admiro e gosto de observar.. ja te insultei mt plas merdas k m fazes sentir.. no silencio das nossas aulas bem baixinho para mim. e mereces mts dakeles nomes feios... mas as tuas palavras deixam me a reflectir..e isso é o mlhr k m podem fazer... moldas me. eu deixo me moldar. pk kero.
ah, e gosto d ouvir as historias picantes, as tuas nao, as das raparigas da minha turma e os seus sonhos FUNDOS... s é k m faco entender.
olha pra nos...pf... eu sei k nos achas capazes... e k n sabemos nda... mas faz de nos o k kerias k t fizezem knd iniciast esta panka audiovisual.

da tua sosia... nem deves sbr!

zirumbi disse...

entao...
tou aqui a cair aos pedaços, começou tudo com uma dor de garganta nunca curada que se alastrou pó ouvido e agora me dá 39 graus de febre. paracetamol de 4 em quatro horas mas mesmo assim as dores sao dificeis de se suportar. acho que te disse, algumas vezes sem conta, que tinha a sensaçao que ia morrer cedo. tentei explica-la a alguem de cabelos claros ha uns dias atras, mas sem grande sucesso... sei la, é so qualquer coisa que se sente.
de qualquer forma, estou aqui para dar boas noticias: recebi uma unconditional offer do Edinburgh College of Art. e pronto... acabo por estar feliz, dentro do que me é permitido.

farewell.

renato c. disse...

PALAVRA

o que eu gostava
de ser poeta
com mais palavras

lavras
uma porta macia
no meu chão

diana. disse...

e não será assim mesmo o amor?